Julho - 2024 - Edição 301

Fedido

“Fernanda não queria ficar perto do primo, que estava mal-cheiroso.”
Não creio que estava fedorento, escrevendo assim. Não se emprega o hífen nas palavras compostas em que o advérbio mal se liga ao elemento seguinte iniciado por consoante. Ex.: maldisposto, malfalado, malnascido etc.
Frase correta: “Fernanda não queria ficar perto do primo, que estava malcheiroso.”


Carro ruim

“Douglas achou o acento do avião muito desconfortável.”
Não poderia ser diferente. Veja: Acento e assento são palavras homônimas imperfeitas, ou seja, vocábulos com pronúncia igual (homófonos), mas com grafia diferente (heterógrafos).
Acento – inflexão de voz, sinal gráfico, tom de voz Assento – base, lugar de sentar-se Frase correta: “Douglas achou o assento do avião muito desconfortável.”


Gato preto

“Janaína tem medo dos gatos pretos, diz que eles dão asar.”
Gato voa? Da forma como ela redigiu, é a impressão que se tem. Veja: Azar e asar são palavras parônimas, ou seja, vocábulos que apresentam semelhança de grafia e pronúncia, mas que diferem no sentido.
Azar – má sorte, casualidade, desgraça Asar – guarnecer ou dispor de asas Frase correta: “Janaína tem medo dos gatos pretos, diz que eles dão azar.”


Encontro no bairro

“Márcio disse que vai ao Méier encontrar Laís.”
Perfeito! Embora Méier seja uma palavra paroxítona com ditongo tônico – Méi-er, a nova regra do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa não se aplica nesse caso, pois a mesma termina em r.
Outra exceção: destrói-er


Pagando errado

“Laiane comprou uma camisa da nova coleção e pagou com uma nota de cinqüenta reais.”
Esse pagamento não teve valor algum! Segundo o Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, não se usa mais o trema nos grupos gue, gui, que, qui.
Período correto: “Laiane comprou uma camisa da nova coleção e pagou com uma nota de cinquenta reais.”
Atenção: o trema permanece apenas nas palavras estrangeiras e em suas derivadas. Exemplo: Müller, Häagen-Dasz


Creme ineficaz

“Rosângela comprou um creme anti-rugas muito caro.”
Não deve ter ficado com a pele boa... Não se usa o hífen quando o prefixo termina em vogal e o segundo elemento começa por r ou s. Nesse caso, duplicam-se essas letras.
Frase correta: “Rosângela comprou um creme antirrugas muito caro


Atenção

“Segundo a polícia, ele tentava atravessar havia quando foi atingido pelo carro.”
Coitado! Veja: ambas formas possuem o mesmo som, mas grafias diferentes, aí está o erro.
Havia – pretérito perfeito do indicativo do verbo haver. Eu havia/ tu havias/ ele havia/ nós havíamos/vós havíeis/ eles haviam.
A via – caminho (terrestre, aéreo, marítimo ou fluvial) que liga duas localidades: vias transitáveis. Meio de transporte: chegou por via terrestre.
Fig. Meio de que se vale alguém para alcançar um fim: a via de convencimento.
Cada uma das cópias igualmente válidas de um documento: a primeira via de um contrato.
Espaço entre dois carris ferroviários; bitola.
Anatomia. Canal do organismo: vias aéreas.
Prep. Pelo caminho de: vai a Macau via Hong Kong.
Vias de fato, ações violentas, pancadas: os inimigos chegaram às vias de fato.
Frase correta: “Segundo a polícia, ele tentava atravessar a via quando foi atingido pelo carro.”


xxxxxxxxxxxxxxxxxxx

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx


xxxxxxxxxxxxxxxxxxx

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx



Por Arnaldo Niskier – Ilustrações de Zé Roberto