Editorial



Com muito prazer, homenageamos, hoje, a figura de relevo de Chico Buarque de Holanda. Ele é não apenas um compositor inspirado (quem não se lembra da famosa “A Banda”), mas acumula a condição indiscutível de autor literário. Os seus livros igualmente fazem sucesso, o que não é raro na personalidade muito rica do filho do historiador Sérgio Buarque de Holanda. Aliás, Chico herdou muitas qualidades intelectuais do pai ilustre, que recusou ofertas sucessivas para pertencer à Academia Brasileira de Letras. Por isso mesmo, compreende-se a negativa de Chico, quando lhe fazem convites para se candidatar à Casa de Machado de Assis, embora exista sempre a esperança de que, um dia, ele possa mudar de opinião. Todos ganhariam com isso.

O Editor