Literatura Infantil

Por Anna Maria de Oliveira Rennhack

Campinas 2018

Estive em Campinas, São Paulo, no 21o Congresso de Leitura – COLE, da Unicamp. O tema geral do encontro, Leituras Dissonantes, proporcionou a inclusão de diferentes linguagens, enfoques e debates que contemplam as transformações da sociedade atual.

O convite veio do Marcelo Del’Anhol, da Editora Olho de Vidro e da professora Nilma Lacerda. Nilma reuniu vários autores em torno de um motivo forte: Temas Polêmicos na Literatura: a necessária presença na escola, próximo lançamento da editora.

Os professores precisam lidar com as dificuldades dos alunos, favorecer o debate de ideias e posicionamentos, em que o respeito, a tolerância e a empatia predominem e, principalmente, identificar situações de conflito e de angustia que, muitas vezes, com o apoio da literatura, as crianças conseguem exteriorizar.

Participaram da apresentação Fabíola Farias, Anna Rennhack e Nilma Lacerda. A obra reúne os seguintes temas, com os respectivos autores:

Retratos do Mal na Literatura: Por que, para quem, de que forma – Nilma Lacerda;

Inquietudes sobre a Existência de Deus: De Homero a Harry Potter – Luiz Antonio Aguiar;

Biblioteca & Sala de Aula: Os livros do alto das estantes – Fabíola Farias;

Corpo, Sexualidade, Erotismos: Superação de preconceitos – Paulo Venturelli;

Religião, Literatura, Escola: Conversa com atenção à pluralidade – Ricardo Benevides;

Compromissos de uma Editora no Século XXI: Que parâmetros norteiam a decisão de publicar ou não um livro? – Anna Rennhack.

Aproveitei o tempo em Campinas e visitei a exposição Linhas de Histórias – O livro ilustrado em sete autores, organizada pelo Sesc, na rua D. José I. O cuidado na apresentação dos autores/ilustradores, em ambientes especiais, cuidadosamente montados, criou uma atmosfera de emoção e enlevo. Entrevistas com os artistas são apresentadas paralelas à exposição, gravadas no ambiente de trabalho de cada um. Usufruir da presença mágica de Angela Lago no belo vídeo foi um presente a mais.